Acordar cedo, dormir tarde, trabalhar todo momento em que estava acordado. Essa era minha rotina em Pelotas.

              Em mais um vídeo do nosso bate-papo, falo um pouco sobre essa loucura que era minha vida em Pelotas e como está sendo minha nova rotina em Florianópolis.

              Leia o artigo aí e não esqueça de também assistir o vídeo de uma forma mais resumida.

 

BATE-PAPO - MUDANÇA DE ROTINA

 

ROTINA

              Talvez quem não esteja totalmente envolvido não saiba que a rotina de um atleta e professor seja bem complexa e muito desgastante.

              Minha vida em Pelotas era acordar às 6h para dar a primeira aula do dia as 7h e depois tinha mais alguns horários durante o dia com aulas particulares e turmas. Obviamente não dava aula o dia todo e tinha alguns intervalos. Nesses intervalos usava o tempo para treinar e trabalhar em outros projetos relacionados a TI.

              Se engana quem acha que essa rotina terminava no fim da tarde. As aulas iam até às 21h(em alguns momentos até as 22h30) e após o termino, até esperar todos se arrur e sair, já tinha passado mais de 1h.

              E então chegava o momento de ir pra casa, tomar banho, jantar e dormir porque no outro dia tudo se repetia.

 

ADMINISTRATIVO

              Para aumentar um pouco as tarefas diárias, no meu caso sempre tive academia própria e isso me tomava também muito tempo. Administrar absolutamente tudo que acontece dentro da academia é algo que também exige muito tempo, até porque não envolvia somente o Jiu-Jitsu, tínhamos aulas de mais modalidades também.

              Por alguns anos, meu pai me ajudou a administrar e isso realmente me deu uma tranquilidade e sobrou um pouco mais de tempo. Entretanto, depois que infelizmente repentinamente ele faleceu, além de todo o baque que foi principalmente para mim mas também para todos que conviviam diariamente com ele na academia, tive que me inteirar de tudo e voltar para administração novamente.

 

FINAIS DE SEMANA

              Aos sábados eu dava aula pela manhã em um projeto social e também tínhamos um treino marcado para a galera competidora que gostava de treinar mais forte.

              Se não tivesse nenhuma competição, meu domingo era de descanso, porém, se tivéssemos alguma competição, no sábado mesmo já precisava dormir mais cedo para viajar na madrugada para o evento.

 

COMPETIÇÕES

              Quem já foi meu aluno e jé me viu em eventos sabe o quanto me dedico para meus alunos. Eu realmente não paro um segundo dentro do evento e fico o dia todo andando de um lado para o outro para ajudar cada um dos meus alunos que estão indo competir.

              Nunca fiz isso por obrigação, sempre foi porque realmente sou assim, me dedico 100% para as coisas que eu faço e enquanto estivesse algum aluno meu competindo estaria brigando, no bom sentido, junto com eles.

 

DISTÂNCIA DOS EVENTOS

              Os eventos de Jiu-Jitsu no Rio Grande do Sul, normalmente são de Porto Alegre para cima, isso quer dizer que quem mora em Pelotas, precisa viajar 3h até chegar na capital gaúcha e após um dia inteiro de evento, voltar mais 3h.

 

DESGASTE

              Além de tudo isso também era preciso administrar a própria equipe, seja montando os planos de aula, graduações, excursões pros eventos, ajudando nas inscrições, divulgando, .. Só um momento, deixa eu respirar que cansei só de lembrar. Brincadeiras a parte, sempre gostei e gosto muito de toda essa função e rotina do Jiu-Jitsu, porém, foram doze anos de muita dedicação e isso foi bem desgastante.

              Realmente fiquei 100% focado em trabalho durante todo esse período e não pude aproveitar minha vida e minha família. Por mais que às vezes saísse uma semana de férias para descansar, não era mais suficiente e precisava buscar qualidade de vida no dia a dia.

 

ROTINA EM FLORIANÓPOLIS

              Por aqui ainda não comecei a dar aulas e está me sobrando mais tempo, mas isso é só porque a pandemia ainda não deu uma trégua. Logo, e espero que seja o mais rápido possível, essa pandemia termina e eu posso começar a dar aulas por aqui também.

              Atualmente, vou pra praia de manhã cedo caminhar, correr, treinar Jiu-Jitsu com alguns alunos que agora também moram aqui, e volto pra casa para trabalhar programando. Se você não viu o artigo Bate-Papo - Quais os planos para a Top Brother Florianópolis? assista pois lá eu falo que também trabalho como programador.

              Após o trabalho, ainda vou à tardinha na praia tomar um chimarrão, vou à academia fazer musculação e consigo aproveitar minha vida.

 

DÚVIDAS

              E aí, você também tem uma rotina corrida durante todos os dias?

              No próximo vídeo do nosso bate-papo vou falar sobre o que podem esperar da Top Brother Florianópolis, fica ligado aí que é imperdível.

              OSSSS

 

Pin It

Publicidade

Quem sou eu

Professor Matheus Zimmermann

             Meu nome é Matheus Zimmmermann, tenho 36 anos, e fui formado Faixa Preta de Jiu-Jitsu pelo Mestre Cézar Guimarães, mais conhecido como “Casquinha”.

            Represento a equipe Top Brother, que possui sua matriz localizada na cidade do Rio de Janeiro-RJ.

            Dei aulas por 14 anos na cidade de Pelotas-RS e atualmente moro na cidade de Florianópolis-SC onde comecei um trabalho no mês de maio de 2021.

Leia mais

Publicidade

Quer ficar por dentro de todos os artigos postados no ZJiuJitsu.com?
Cadastre-se GRATUITAMENTE na nossa lista de e-mails!